Notícias
impactos da pandemia

Os impactos da pandemia na gestão da saúde pública

Todo o sistema de saúde foi drasticamente impactado pela pandemia do novo coronavírus. Uma remodelagem rápida precisou ser feita para atender os diversos casos da doença que são descobertos a cada dia.

Este novo cenário trouxe desafios que antes eram difíceis de se imaginar para a gestão da saúde pública. Protocolos rígidos de segurança, isolamento social, fechamento dos estabelecimentos comerciais, dentre outras medidas, foram tomadas para evitar ao máximo a proliferação do vírus.

Neste ponto, precisamos destacar que quando falamos de saúde pública é algo que engloba todas as medidas tomadas pelo Estado para garantir o bem-estar físico, mental e social da população.

A seguir, vamos tratar alguns pontos principais sobre o tema, destacando os impactos sofridos no gerenciamento da saúde por conta da pandemia.

Confira quais serão os tópicos tratados neste conteúdo:

Gestão da saúde pública na pandemia

A Covid-19 mudou a rotina do mundo e criou uma grande crise de saúde para todos os países. O cenário se transformou rápido e um vírus, ainda desconhecido no fim de 2019, desencadeou uma pandemia em 2020.
A quantidade de casos e de pessoas mortas por conta da doença trouxe à tona a importância de se ter uma rede de saúde bem preparada e que seja capaz de atender às demandas da população.

Diversas medidas começaram a ser tomadas para monitorar os casos e melhorar a capacidade. O dia a dia do atendimento aos pacientes mudou e garantir a segurança dos profissionais envolvidos se tornou um desafio.

Desenvolver planos adequados para o enfrentamento do problema se tornou essencial para a gestão da saúde pública. Fazer com que o sistema tenha a capacidade suficiente para realizar o atendimento de todos depende de um gerenciamento eficiente.

As mudanças no sistema de saúde

Os sistemas de saúde público e privado precisaram se adequar, remanejar leitos, separar os pacientes com Covid-19 dos demais, dentre outros. Já a população em geral precisou adotar cuidados antes incomuns, como o uso de mascaras, evitar aglomerações e manter o distanciamento.

Todas as alterações foram feitas para evitar a propagação do vírus. Mas, como não houve muito tempo para uma preparação em larga escala, alguns pontos ainda são sensíveis.

De acordo com a nota técnica “A pandemia de Covid-19 e os profissionais de saúde pública no Brasil”, divulgada pela Fundação Getúlio Vargas em maio deste ano, mais de 60% dos profissionais da saúde não se sente preparado ou não soube responder se está preparado para atuar em meio à pandemia.

Este dado nos mostra que o sistema ainda não estava preparado para enfrentar a magnitude da situação.

Preocupações e cuidados com a população

Já vimos aqui sobre algumas medidas que foram tomadas pelos profissionais e pela população. Mas vale salientar que todo o cuidado e preocupação só darão os resultados esperados se todos fizerem sua parte.

Quando as medidas para evitar a propagação do vírus não são seguidas a gestão da saúde pública se torna ainda mais desafiadora.

Aqui é preciso dizer que o sistema de saúde não seria capaz de atender em situações de aumento significativo dos casos, ainda mais com isso acontecendo ao mesmo tempo. O isolamento social e cuidados extras com a higiene evitam que mais pessoas se contaminem e acabem sobrecarregando o sistema.

Lembre-se: seguir as recomendações é uma forma de zelar pela própria saúde e também a dos familiares, amigos e colegas de trabalho.

deixe um comentário